quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Lá Em Cima


Aqui em Curitiba os áticos aproveitados são muito, muito comuns. São uma febre, uma das coisas que valoriza o imóvel. Honestamente, não gosto da estética da maioria dos telhados com ático que são construídos aqui.

As mansardas originais? Sim, essas são lindas e contribuem com qualquer fachada, mas me parece que a referência foi se diluindo até chegarmos no padrão curitibano atual.


Gostos à parte, é inegável que o aproveitamento de área seja interessante. Para casas pequenas representa uma bela adição de metragem. Acaba sendo também o metro quadrado mais barato da construção: telhado e laje estarão lá, habitados ou não. O gasto adicional se refere basicamente ao piso e ao forro, e isso explica o motivo do seu enorme sucesso.

Tenho a impressão que o uso mais comum é como sala íntima, um lugar que reúne toda a família e que geralmente tem uma ótima vista.



Pode ser uma sala de brinquedos excelente, e ainda ajuda a diminuir a quantidade de bagunça no restante da casa.



Se houver espaço suficiente (geralmente há, já que é um espaço aberto que ocupa quase toda a área da laje), ainda é possível conjugá-la com o quarto das crianças e fazer do ático um paraíso para os pequenos.



Como atelier pode comportar mesas, prateleiras e todos os aparatos necessários às atividades criativas. Neste caso é interessante que a entrada de luz natural seja abundante.


Se você se dedica a mais de uma tarefa, ainda pode setorizar o ático para trabalhos de pintura, costura, scrapbook, etc. A presença do computador não é obrigatória, mas isso ainda adicionaria a função de home office ao espaço.



Pode ainda ser um dormitório, tanto para hóspedes quanto para uma suíte master luxuosa. É especialmente recomendável para áticos com pé-direito não muito alto, pois circulação é menor que em uma sala e na maior parte do tempo as pessoas estarão deitadas na cama.





Você tem um ático? Como ele é usado? Acha que a casa fica com muitas escadas ou a subida vale a pena?


....................

O Inferno Astral

Encomendei a madeira de demolição para os móveis externos.
Não foram entregues.

Compramos misturadores novos (e lindos!) para os banheiros.
Foram entregues no endereço errado.

Meu cartão de crédito foi clonado.

Tudo errado. Meu aniversário é no final de janeiro, mas já me sinto em pleno inferno astral.

5 comentários:

  1. Amei este post!!!! Eu não tenho, mas quando me mudar para o sul terei o meu ático!O que eu colocaria ali? A minha biblioteca, é claro... Novamente estou com inveja do bem de sua vida curitibana...rs

    Nossa, muito cedo para começar o inferno astral...Por aqui, comecei a pensar que estou no inferno bem pós-astral...rs Espero que tudo melhore e você usufrua dos melhores momentos da vida.

    beijos, otimo final de semana.

    ResponderExcluir
  2. Com tanto bom gosto, vc não merecia ter inferno astral. Mas isso passa amiga! Quando puder ir na igreja da Medalha Milagrosa, na Rue DU BAC ao lado do Marché Saint Honoré, vc estará muito bem! Santa Catarina de Laboré te iluminará!PARABÉNS!BJS.

    ResponderExcluir
  3. Oi querida,
    Dias mais tranquilos??? Concordo integralmente com seu comentário no meu post: a cidade é linda e funcional, ao contrario de nossas grandes metropoles brasileiras. Uma organização fantástica. Sim, o transito é como o de grandes cidades, mas o transporte publico funciona! Eu moraria lá sem stress! Só precisam, ao meu ver, melhorem em relação a consciencia ambiental, pois produzem muito lixo. NO café da manha, do hotel, tudo, absolutamente tudo era descartável!

    Quanto ao prédio que serviu de cenário para a fachada do ap de Carrie, esse fica no West Village, um bairro muito charmoso, pertinho do Soho, outro bairro com lojas incriveis... Eu andava la e lembrava de você!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Lindas as fotos. Realmente, eu gostei mais como sala, pena que eu não tenha um espaço assim aqui. Mas a foto fica de inspiração.
    Ah, isso está me cheirando a inferno astral mesmo. O meu está às avessas, está tudo legal. Por enquanto, é bom nem falar!
    Débora, quanto aos adesivos: são da Litoarte, veja se não tem no site: litoarte.com.br. Até eu vou ver, pois são lindos mesmo! E muito práticos. Eu comprei da minha comadre, no ano passado, o blog dela é karinapetrechus.blogspot.com
    Bjs.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails